Torres Vedras vista por um alemão em 1798

O botânico alemão Heinrich Friedrich Link (1767 - 1851) viajou até Portugal em 1798 com o objectivo de estudar a flora portuguesa. Link foi professor de zoologia, botânica e química na Universidade de Rostock, e teve uma licença de dois anos para poder efectuar o estudo da flora ibérica. Viajou por todo o país, observando e analisando as mais variadas paisagens. Quando regressou à Alemanha publicou, em 1801, um livro de dois volumes sobre as memórias da sua viagem.
.
Heinrich Friedrich Link (1767 - 1851), desenho de Eduardo Malta. (fonte: LINK, 2005, capa)
.
Nessa obra, traduzida em português pela Biblioteca Nacional, encontra-se um manacial de informações sobre o Portugal finisecular de setecentos, incluindo descrições dos centros urbanos. Após ter estado algum tempo em Lisboa, Link parte para o norte de Portugal, através da estrada de Lisboa - Caldas da Rainha - Coimbra. A primeira cidade com que se depara é Torres Vedras. E sobre ela escreveu o seguinte parágrafo:
.
«Torres Vedras é uma pequena cidade a sete léguas de Lisboa, situada numa colina onde se encontram as ruínas de um velho castelo. Tem pouco mais de 600 fogos, quatro igrejas paroquiais e três conventos fora da cidade. As igrejas e os conventos dão-lhe um aspecto melhor do que depois se acha. Em tempos foi uma fortaleza famosa, ainda hoje é sede de um corregimento. A região em redor é agradável e está bem cultivada, em particular cheia de jardins e vinhedos banhados pelo pequeno ribeiro Sizandro que está ladeado de amieiros e salgueiros. De um dos lados, logo recomeçam as montanhas arenosas e os pinhais, enquanto que do outro se avistam alegres colinas calcárias cobertas de mato. No sopé das mesmas brota uma fonte tépida que contém um pouco de anidrido carbónico, tendo-se também aqui encontrado carvão mineral numa camada de argila.» (LINK, 2005, p. 166)
.
.
Bibliografia:
.
LINK, Heinrich Friedrich - Notas de uma viagem a Portugal e através de França e Espanha, trad., introd., e notas de Fernando Clara. Lisboa: Biblioteca Nacional, 2005

1 comentário:

Professor Daniel disse...

Olá Rui!
Sou um prosieiro professor de História e estou a ptocura de blogs de professores para trocar experiências.
www.carbonocatorze.blogspot.com
prof. Daniel